Entendendo o Refluxo Gastroesofágico

Entendendo o Refluxo Gastroesofágico

O esôfago é um órgão na forma de um tubo, por onde os alimentos são conduzidos até o estômago. O refluxo gastroesofágico é o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago. Isso ocorre quando um tipo de válvula que existe no final do esôfago, o esfíncter esofagiano inferior, não fecha de maneira correta.

O refluxo irrita a mucosa do esôfago e a pessoa pode sentir azia, que é uma sensação de queimação no meio do peito. Pode ocorrer também a regurgitação, que é a sensação que se tem quando o conteúdo chega até a garganta. Outros sintomas relacionados são tosse, dor no peito, dor de garganta e broncoespasmo.

O nosso organismo tem alguns mecanismos para defender a mucosa do esôfago dos danos que o refluxo causa. Quando os mecanismos estão fracos ou quando o refluxo é muito grande, há lesão da mucosa esofagiana. Ocorrem pequenos ferimentos no esôfago, as chamadas erosões, e então a pessoa tem esofagite de refluxo.

O que causa a doença do refluxo?

O esfíncter esofagiano inferior pode ser fraco, uma hérnia de hiato pode facilitar o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago e algumas condições, como a obesidade e a gravidez, aumentam a pressão dentro do abdome e facilitam o refluxo. Alguns alimentos também causam ou pioram o refluxo tais como: café, sucos cítricos, álcool, produtos à base de tomate, chocolate, menta e comidas gordurosas. O fumo também facilita o refluxo.

Como se faz o diagnóstico?

O diagnóstico é principalmente clínico, ou seja, com base no relato do paciente e exame físico, que descarta outras doenças, sendo prescrito o tratamento.

Caso haja sinais de alarme, como sangramento, emagrecimento, anemia ou dificuldade de deglutir, é necessária uma investigação imediata.

Quando a pessoa emagrece, evita os alimentos causadores dos sintomas, faz as mudanças de hábitos necessárias, e os sintomas persistem, também deve-se prosseguir na investigação.

Quais exames estão indicados?

O seu médico é a pessoa que vai avaliar quais exames você deve fazer.
Como parte dos procedimentos disponíveis na avaliação da doença do refluxo gastroesofágico, a Endoscopia Digestiva Alta é um dos mais importantes, pois o médico endoscopista pode avaliar se houve algum dano à mucosa esofagiana, e em alguns casos, pode ser necessária a realização de biópsias.

Verifica-se também se há uma hérnia de hiato, que pode estar relacionada ao refluxo, e se existe outra alteração do estômago ou duodeno que seja a causa dos sintomas do paciente.

Outro exame para avaliação do refluxo é a pH metria.

Categorias